Como Se Tornar Uma Referência No Mercado De Fotógrafo De Casamento

Ser um fotógrafo de casamento

Nesse artigo de hoje, o tema é fotógrafo de casamento, para você que é fotógrafo e quer ter resultados no seu objetivo de começar na área de fotografia para casamento.

Muitos acham que essa área é a mais rentável hoje em dia no que diz respeito a fotografia. O fato do fotógrafo de casamento pode ganhar até R$3.000,00 / R$ 4.000,00 por evento, faz com que muitos achem ou considerem a fotografia de casamento uma das profissões mais rentáveis e fáceis hoje em dia.

fotografo-de-casamento

Então veja 4 Idéias sobre o fotógrafo de casamento.

  • O fotógrafo de casamento tem que ser no primeiro momento um conhecedor de finanças, tem que saber administrar os recursos que entram para não ter surpresas na hora de pagar o cachê dos seus auxiliares e pagar ao laboratório e a encadernação
  • Tem que saber usar e conhecer a fundo o seu equipamento problemas podem ocorrer principalmente porque fotógrafo de casamento trabalha com evento ao vivo
  • Saber fazer o seu marketing conhecer a internet conhecer as redes sociais saber como fazer o marketing na fotografia dos seus eventos
  • Principalmente ser cordial o fotógrafo de casamento tem que ser sempre simpático sorridente e estar disposto a trabalhar a noite inteira com um sorriso no rosto

Neste artigo, estamos falando que ser fotógrafo de casamento é na verdade o que cada fotógrafo está procurando incessantemente por transformar-se num fotógrafo, mas está se vê afundando num abismo que Como Cobrar? Como fazer um contrato de fotografia? Estas são as dificuldades.

noivos

# Não julgue pela aparência saiba dicas de como fazer o seu marketing, pois aquele conteúdo pode ser valioso.

Podemos concluir que o tema fotógrafo de casamento, para você que é fotógrafo, pode se resumir nesses 4 Idéias para conseguir transformar-se num fotógrafo.

Vai em frente e não esqueça de formar uma rede de profissionais em volta da sua da sua empresa, é muito importante ter pessoas, profissionais da área que te indiquem, que chancelem o seu serviço, ou seja que assinem embaixo pelo seu profissionalismo.

E, acima de tudo, estude muito, pois a fotografia, você verá é uma ciência que você vai passar a vida inteira aprendendo. Uma foto feita hoje é totalmente diferente de qualquer outra, mesmo que local seja igual, a figura da noiva e do noivo sejam iguais para todos os eventos, mesmo com tudo isso você verá que cada foto transmite uma emoção, transmite um momento diferente e único.

No mais esforcem para conquistar o seu lugar ao sol.

Tem Gente Vivendo de Brigadeiro

Parece até irreal né, mas tem gente hoje em dia que está vivendo de brigadeiro. Muita gente consegue através de cursos online aprender a arte dos Brigadeiros Gourmet.

No começo parecia até meio surreal, digamos assim, alguém conseguir se sustentar e sustentar a família só com a fabricação e venda de um produto tão “simples” como o brigadeiro, mas hoje é uma realidade.

E como viver do brigadeiro?

Parece complicado né? Ou parece simples demais, mas é um pouco de cada. Nos dias de hoje, temos muitos cursos disponíveis na internet, dentre eles um que mais se destaca é o da Marcia Tozzo de Brigadeiros Gourmet. Veja informações no link e veja o vídeo abaixo do que ela fala


Com uma didática para facilitar a vida de quem está começando, ele mostra desde as receitas até como se criar as forminhas, passando por técnicas de venda.

Com isso acabou acontecendo uma enxurrada de novos site falando sobre o assunto na internet. Receitas e truques são, hoje em dia, fáceis de se achar pelo google.

Preciso investir muito?

Acho que aí que está o grande “negócio da China” desta profissão, o investimento é baixíssimo e o valor agregado é bem alto. O lucro faz valer e muito a pena os estudos na área. Invista.

Além dos cursos de brigadeiro que existem por aí, muitos outros cursos desta área culinária acabaram surgindo também. Como por exemplo o Bolo de pote, também ministrado pela talentosa Marcia Tozzo.

Mas, voltando ao brigadeiro, mais precisamente ao Brigadeiro Gourmet, o que precisamos para iniciar?

cupcake-de-brigadeiro

Bem além de comprar o curso, que por sinal é baratíssimo, se não me engano custa aproximadamente R$ 60,00 ou R$ 70,00 algo em torno disso, precisamos de um fogão, panelas e utensílios básicos de cozinha, como colher de pau ou as de silicone e outros.

As receitas e os ingredientes, estes sim fazem a diferença, no curso mencionado, temos mais de 50 receitas, se não me engano e todas mostrando um brigadeiro feito de maneira mais diferente do que o outro, diferente no sentido de paladar, de gosto.

Hoje temos os feitos de limão, de doce de leite e de tantos outros produtos e sabores que me fazem pensar que os que comia na infância, os tradicionais de chocolate preto, são simplesmente os sem graça nos dias de hoje, embora ainda goste muito.

Mas e como viver deles. Existem estudos feitos, que mostram que um brigadeiro pode custar em média de R$ 0,60 a R$ 0,80 e podem ser vendido de R$ 3,00 a R$ 5,00 , ou seja, um lucro de mais de 500%.

Por onde eu posso começar?

É ou não é um negócio altamente lucrativo? Tem um site, o Vivendo de Brigadeiro ( http://vivendodebrigadeiro.com.br/bolos-no-pote/ ) que mostra muito bem tudo que se pode conseguir neste mercado, além de indicar vários cursos muito interessantes da área, dêem uma olhada, sei que não irão se arrepender.

Bem, estas foram as minhas dicas para mais um jeito de se ganhar dinheiro sendo dono do seu negócio e, por que não dizer, sendo dono do seu nariz.

Em tempos de crise, como a que vivemos, esta é uma dica que vale ouro, ou pelos menos alguns reais a mais na conta.

O Mágico Mundo da Disney

Quero contar um pouco do que foi minha vida até hoje em relação ao assunto Disney.

Quando criança eu nem tinha muito a vontade de ir pra Disney, de conhecer o que era este lugar mágico, na verdade eu nem sabia que existia este local.

Me lembro que na época de colégio que comecei a descobrir que existia um lugar onde as pessoas, principalmente os adultos, voltavam a ser criança.

Lembro que tinha uma amiga de colégio que ia sempre para lá com amigos que tinham dinheiro e bancavam toda a viagem dela. Ela voltava e me contava como tinha sido maravilhoso, contava sobre as novidades, sobre os brinquedos e, principalmente sobre a magia do lugar.

Cada vez mais minha vontade de conhecer a Disney começava a aumentar, até que com 25 anos eu consegui ir para lá pela primeira vez.

Era o ano de 1993 e, quando chegou o dia, me lembro que amanheci passando mal, culpa da ansiedade que me tomava conta naquela altura.

Me levantei, respirei fundo e pensei comigo mesmo que era a hora, era o momento de começar a realizar aquele sonho de tantos anos.

Lembro de chegar no Aeroporto do Galeão, no Rio de janeiro, passando mal ainda e assim que entrei no avião, a sensação que tive é que algo havia saído do meu corpo. Incrível, mas como num passo de mágica, me senti totalmente “curado” daquele horrível mal estar que estava sentindo.

walt disneyQuando cheguei a Orlando, para vocês verem, eu nem sabia que a Disney ficava em Orlando, eu pude comprovar tudo que Walt Disney. Pude comprovar que quem não sonha, está morto.

Realmente estava começando a ver e a viver um imenso e maravilhoso sonho.

Curti e curti muito mesmo, não tive vergonha de voltar a ser criança, lembro que o meu amigo que tinha viajado comigo, ficava me encarnando, falando que eu era a maior criança do parque.

Foram 15 dias inesquecíveis, mas chegou a hora de ir embora e, neste momento, pude comprovar o que todos me diziam: – Quando você vai a Disney, você não consegue pensar em não voltar mais.

E foi isso que aconteceu, no ano seguinte consegui ir para lá por 2 vezes. E chegou 1995, ano do meu casamento e adivinhem… lua de mel na Disney. Digo com as letras em maiúsculas FOI MUITO BOM!!!!

Para quem acha que não combina lua de mel e parque de diversão, é porque nunca experimentou esta combinação perfeita. Tem tudo a ver, pois você está no lugar que mais ama no mundo junto com a pessoa que você ama, num lugar onde tudo é alegria, tudo é diversão.

Nasceram os filhos e para não perder o ritmo, fui levando meus filhos lá para conhecerem o Mickey, o Pateta, a Minie e tantos outros personagens que fizeram parte da minha infância e, a partir daquele momento, também começou a fazer parte da deles também.

Hoje tenho a alegria de já ter ido para lá por uma dezena de vezes e continuo achando aquilo tudo um imenso sonho.

E que venham mais 10, 20, infinitas vezes de viagem para o Mágico Mundo da Disney.

Desenvolvido em WordPress & Tema por